[RESENHA] As Coisas que Perdemos

18:13


E parem tudo que estiverem fazendo para conferir essa resenha repleta de desespero, criaturas mortas e sangue. Ok, talvez eu esteja exagerando um pouco — ou talvez, não. Mas posso afirmar que depois de conferir o que tenho a dizer, vão sentir uma pontada de curiosidade em relação à história!

Informações Técnicas


Título: As coisas que perdemos - Fronteiras Artificiais #1
ISBN: B01JDB80HG / Editora: Amazon
Ano: 2016 / Páginas: 328
Classificação: 5+/5

Sinopse: O mundo acabou como uma tempestade. Primeiro houve o caos, e então o silêncio.
A Morte se espalhou pelas ruas de todo o mundo. Morte, porque ela tomou a humanidade para si. O silêncio do fim foi substituído por uma orquestra de sons grotescos, pelo arrastar lento e caótico de corpos moribundos; pelos sons do medo.
O que antes regia a sociedade não existe mais. Tudo foi deixado para trás.

Viva ou morra. Lute ou morra. Mate ou morra.

Dylan ouviu falar sobre um lugar seguro. Lá, ela e Max podem ter uma nova chance. O garotinho de quem ainda está cuidando, mesmo quando tudo acabou, é o seu gatilho para seguir em frente. Se não existe esperança, para que lutar?

As fronteiras artificiais que marcam o fim do mundo trilham perigos e incertezas para aqueles que escolheram viver, e uma assustadora pergunta passará a comandar todos os movimentos dos que ainda resistem: até onde você irá para sobreviver?


Dylan e o pequeno Max, perderam tudo após a queda. Tendo apenas um ao outro eles seguiram a diante em meio ao caos para que pudessem sobreviver. Sua esperança? Chegar ao local seguro indicado no mapa que um dos soldados que a salvou deu. Porém, chegar até lá não seria uma tarefa nada fácil, afinal, Max ainda era uma criança e ela, uma jovem com problemas respiratórios. Além disso, os mortos vivos haviam praticamente dominado a Terra. Sedentos por carne humana, bastava uma mordida desses seres para que tudo fosse perdido. Mas não havia nada que pudesse ser feito, eles tinham que seguir adiante, tinham que sobreviver.
Em determinado dia, enquanto procuravam alimentos em um mercado abandonado, foram surpreendidos pelos monstros que só não conseguiram devorá-los, porque um grupo de pessoas que se encontrava próximo ao lugar os acudiu. Apesar da ajuda, Dylan se mostrou arredia, até mesmo quando convidada a viver junto a eles em um lugar tranquilo. Pois se os humanos já não eram confiáveis antes do vírus, depois dele, as coisas só se tornaram piores e a garota bem sabia disso. No entanto, por parecerem boas pessoas e por saber que nem ela e nem Max durariam muito tempo a mais sozinhos, resolveu aceitar.
O grupo vivia em uma escola abandonada, cercada por grades e possuíam certo conforto.  Dylan e Max foram capazes de fazer ótimas amizades, conhecendo ainda mais os homens e mulheres que a acolheram. Foram momentos de tranquilidade na medida do possível, levando em consideração o caos que o mundo havia se tornado , que propuseram aos dois um bom descanso. Mas como nem tudo são flores. O jogo logo virou e foi a partir de um erro, de um descuido ou melhor, de um acidente , que mudou tudo.
Minha opinião: Até o momento, nunca tinha lido nada relacionado a apocalipse zumbi. Meu único contato com tais seres surgiu através de The Walking Dead, a mesma série que motivou a Denise a escrever essa obra. E foi esse detalhe que me incentivou a solicitar esse e-book, pois eu queria ver o que de novo ela foi capaz de criar a partir disso. E bem... Ela superou e muito minhas expectativas, principalmente por colocar duas “crianças”, por assim dizer, sozinhas em meio ao caos, sendo que uma delas possui asma. Coisa que até então eu não tinha visto.

Outro fator positivo foram os personagens, todos muito bem construídos e com personalidades diferentes, sendo a vontade de viver o maior elo entre eles. Tanto os homens quanto as mulheres. No entanto, preciso comentar que as mulheres foram as que mais se evidenciaram, pois estavam longe de ser o sexo frágil. Um exemplo disso é a Íris. Uma mexicana esquentadinha que para mim, roubou a cena com sua bravura, principalmente quando se tratava de lutar contra los muertos.
A leitura que tive pode ser comparada a andar em uma montanha russa. Pois em um momento se tinha a calmaria, o sossego e em seguida, uma queda brusca entre o perigo e pavor.  E isso também se refletiu nas emoções. Eu chorava e muito, porque gente... foi cada situação dolorosa. Aliás, não se apeguem aos personagens , ria, sentia meu coração acelerar com a tensão... E eu amei a isso. Tanto que me atrevo a dizer que essa foi uma das melhores leituras que já fiz esse ano.

Considerações técnicas: Pouquíssimos erros na revisão; Escrito em terceira pessoa; Diagramação simples; Tem continuação.

BOOK TRAILER


*e-book cedido em parceria com a autora.



You Might Also Like

26 comentários

  1. Fico feliz que a leitura tanto te surpreendeu quanto agradou. Mas infelizmente, não é um livro que me interessa. Acho muito legal a construção muito bem feita dos personagens, e percebe-se que o enredo foi bem montado e a criatividade da autora está bem aparente, o que é maravilhoso. Não curto esse gênero, é saber que foi baseado em TWD já me desanima ainda mais (já que essa é uma das poucas séries que não gosto), mas tenho certeza que os amantes do gênero vão amar esse livro!!! Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem,
    Eu acompanho a Denise pelo Facebook, mas ainda não tive oportunidade de ler nenhuma de suas obras, gostei muito da sua resenha, você conseguiu despertar bastante o meu interesse em fazer essa leitura, espero ter a chance muito em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii Aline, tudo bem
    Esse realmente parece ser um livro bastante emocionante, fiquei bastante envolvida já pela sinopse e quem sabe futuramente eu dê a oportunidade, além do mais gostei muito dessa capa.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Eu sou fanática por tudo que envolva zumbis! Sou mega viciada em The Walking Dead e saber que essa série inspirou a autora eu quero ler o livro para ontem!!! Adorei a dica e a premissa, estou super curiosa.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Aline!
    A capa do livro é linda, né?!
    Acho essa temática um pouco desesperadora de ler, não que seja ruim, ao contrário, adoro livro que me despertam fortes emoções, mas é o que sinto na real. Essa questão da leitura ser uma montanha russa também acho bacana, assim aquece o leitor.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a autora ou a obra e fiquei bem curiosa com a sua resenha. Dica super anotada pra conhecer o livro!

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Leitura boa é assim, que tem altos e baixos e até nos faz chorar. Acredito ser a primeira resenha que leio desse livro, mas se gostou tanto creio que leria ele um dia se tivesse oportunidade.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Apesar de ter adorado sua resenha e a clareza de suas palavras esse gênero não me atraí nem um pouco pra leitura, e os poucos que li foram decepcionante. Não sei se daria chance pra leitura.
    Certamente indicarei pra algumas amigas que curtem.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Não curto premissas com zumbis, na verdade não curto nada com esse estilo. Mas, fiquei bem curiosa para saber o destino dos dois jovens, imagina como deve ser complicado ir para um lugar seguro com tantas dificuldade no caminho.

    ResponderExcluir
  10. Menina, eu sou a louca de histórias com vírus mortal, apocalipse, fim do mundo. Simplesmente apaixonada. Então, imagina a minha reação ao ler a sua resenha sobre este livro que eu desconhecia, pirei aqui! Já sai igual uma louca atrás de mais informações e com certeza irei adquirir ao e-book, pois fiquei curiosíssima. Não sei se você só assiste a série The Walking Dead, porém, se este for o caso, te indico os livros. São com personagens paralelos e diferentes, e muito bem escrito. Sou suspeita para falar, pois os amo hahah! Parabéns pela postagem e blog, maravilhosos!

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Realmente parece ser um livro bem sangrento e em se tratando de Zumbi com certeza tem um desconforto por ai, mas do que me meter medo eles me causam nojo rs
    Sua resenha e opinião aguçaram tanto minha curiosidade que fui lá na Amazon, o livro tá super baratinho, vou comprar depois do dia 08 (preciso me manter disciplinada com gastos) enquanto isso baixei a amostra rs
    Bjs e obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  12. Olá essa capa é muito linda, mas a premissa não me agradou muito, pois esse negócio de zumbis não é comigo, mas conheço pessoas que gostam e vou indicar, pois parece ser bem interessante. Bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Eu acompanho TWD e esse livro parece ser um casamento perfeito com a série.
    O que é legal é que a autora saiu daquele clichê que só adultos podem sobreviver em um apocalipse zumbi e também mostrar mais cooperação entre as pessoas e as tensões emocionais que envolvem as desventuras dos personagens.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Faz um tempo que não leio nada do gênero, e gostei deste enredo, pelo menos do que li na sua resenha. Já pensei em um filme com este enredo...
    Vou anotar sua dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oieeee!
    Até achei a premissa interessante, mas infelizmente dessa vez o livro nao me despertou aquela vontade louca de ler.
    GOstei mto sa resenha, dos pontos que ressaltou, achei que foi bem apresentada e foi honesta.
    Vou deixar a leitura de As coisas que perdemos para proxima.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  16. Oi, Aline! Livros com zumbis no enredo são maravilhosoos! É ainda mais emocionante porque é como se o leitor fosse o personagem, tentando sobreviver a esses seres assustadores que comem carne humana, o medo e a aflição são constantes. Até entendi o lado da Dylan porque nessas situações um ser humano ainda é pior que um zumbi, exemplo o Neagan e o Governador haha. Também sou fã de The Walking Dead e já li os três livros e recomendo muito para quem gosta do gênero. Amei a sua resenha e adoraria conhecer a escrita da Denise, bjss!

    ResponderExcluir
  17. Achei o livro muito interessante, apesar da temática batida. Meu dou vontade de ler. Tomara que me surpreenda como acho que pode. Sua resenha foi ótima, aliás. Adorei o layout.

    ResponderExcluir
  18. Olá! Ao contrário de você, eu corro de qualquer coisa - filme, livro, série - com temáticas que envolvam elementos de terror (e pode crer, eu levo susto MUITO fácil. Há horas que tenho raiva de mim por isso). Por isso, não é a leitura mais recomendada para mim. Como conheço vários apaixonados em TWD, vou guardar o nome pra indicar pra eles. Abraços!

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Uia que curioso esse livro, fiquei bem empolgada, não sou tão chegada em twd mas isso não significa que não gosto de zumbis, eu adoro, dica super anotada.

    ResponderExcluir
  20. Gostei bastante da sua resenha, a leitura parece ser bem envolvente com um texto bem construído. Também nunca tive contato com leitura desse gênero, mas só o fato do aviso de não se apegar aos personagens, isso me deixou bem curiosa. A idade dos personagens também estou levando em consideração, faz com que o enredo tenha sua própria jornada. Gostei bastante.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  21. Olá, meu primeiro contato com o tema foi com As Crônicas do Mortos, adorei tudo e já fiquei bem animada com essa obra. Também gostei de terem colocado crianças, da uma leveza a trama ao mesmo tempo que nos deixa angustiados por eles. Bjs

    ResponderExcluir
  22. A resenha aguçou minha curiosidade, mas tem temas que me deixam um tanto angustiada principalmente quando envolve crianças e idosos.

    ResponderExcluir
  23. Oiii!
    Nossa, que sensacional ler que esse deve ter sido um dos favoritos do ano! Isso é sensacional!

    Não faz bem meu estilo de leitura, mas gostei de saber que é uma obra bem escrita e que te envolveu tanto! Gostei da resenha e espero que leia a continuação em breve!

    Beijnhos

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Aí, livros com personagens bem construídos, meu Deus, preciso disso. Gostei de conhecer suas impressões que, aliás, não poderiam ser melhores não é?
    Acho muito legal livros que são comprados a andar numa montanha russa.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi Aline, sua linda, tudo bem?
    Esse livro parece ser muito legal, eu gosto dessa temática em que as pessoas precisam sobreviver e todos ao redor podem ser uma ameaça ou se tornar uma A leitura deve ser bem tensa. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Infelizmente não é um livro que me chamou a atenção, mas quem sabe eu o leia em outro momento, não é algo que procuro agora...

    ResponderExcluir

Postagens populares

Seguidores do Google+